sexta-feira, 26 de janeiro de 2018

Síndrome do casal perfeito causa ansiedade

Por Letícia Murta

"...e foram felizes para sempre". O casal perfeito que ao se unir vive como em um comercial de margarina é, certamente, o objetivo da maioria das pessoas, mas será que essa meta é possível de ser alcançada? A Síndrome do CasalPerfeito causa ansiedade pois faz com que a expectativa seja de um relacionamento onde não existam discussões, desentendimento e brigas. Os conflitos são extremamente necessários para que o casal amadureça e contribuem para a renovação do relacionamento.

Os conflitos são parte essencial da vida de um casal e as diferenças entre marido e mulher não precisam ser vistas como inimigas da relação. É possível aprender com as divergência e, principalmente, compreender que uma opinião diferente da nossa não significa a impossibilidade de convívio.Todas as vezes em que um atrito é iniciado, a maneira mais eficiente de resolver o problema é parar e tentar escutar as queixas do outro e verificar quais são as responsabilidades de cada um dentro da questão.

As brigas e conflitos do casal perfeito

Ao entrar em um relacionamento as pessoas acreditam que tudo será maravilhoso e quando o casal começa a ter muitos pontos de visão contrários pode gerar uma certa frustação ou até mesmo ansiedade. A mulher, principalmente, pode 
sofrer com a autocobrança e se martirizar por achar que não está desempenhando de maneira eficaz seu papel de esposa. Nesses casos, a relação tende a piorar, pois ao invés de crescer com os problemas, a pessoa vai se sentir diminuída e terá a autoestima abalada.

A melhor dica para um relacionamento saudável é aceitar o outro com todas as qualidades e defeitos e saber que brigas e conflitos não significam desamor. Busca, claro, minimizar as brigas e diminuir as discussões desnecessárias, mas tenha em mente que a cada momento desagradável que passam é uma oportunidade para que se unam ainda mais e para que a relação saía fortalecida.Tire proveito das crises para criar um elo de amizade e compreensão entre vocês.

Nenhum comentário:

Postar um comentário